20091021

da visibilidade dos pedaços do terreno

Sudhir Venkatesh é um sociólogo americano hoje mais conhecido pela sua participação em "Freaknomics" e pela partilha que fez dos seus métodos de investigação etnográfica ("Gang Leader for a day"), que, aliás, é um excelente manual de reportagem em qualquer lado do mundo. No entanto, é a sua tese de doutoramento ("Off the books: the underground economy of the urban poor") que contém dados extremamente fascinantes. Venkatesh dedicou-se a estudar, durante um trabalho de terreno prolongado no tempo, uma comunidade de um bairro pobre de Chicago - formada por desempregados, padres, toxicodependentes, membros de gang, operários com pequenos negócios, e hustlers (tradução próxima: intrujas) - procurando conhecer e entender os seus modos de sobrevivência. Os dados obtidos no terreno permitem traçar um sistema económico e social baseado em micro empresas clandestinas - do mecânico do vão de escada à avó cozinheira - de actividade continuamente instável, e dependente de relações de confiança das quais frequentemente se ausenta qualquer tipo de garantia.Toda a actividade social e económica desta comunidade é realizada nas ruas. É aqui que o olhar etnográfico de Venkatesh revela toda a sua capacidade. O que ele leva o seu leitor a descobrir são ruas revistas pelo poder do conhecimento. As ruas deixam de ser cópias que costumamos consumir na ficção cinematográfica - com homens à esquina, hustlers encostados às montras e todo o resto do cenário - para passarem a ser pedaços de terreno onde o posicionamento de cada um tem um sentido e um objectivo. E a luta pela posse de um pedaço estratégico de terreno é a maior causa de conflito na comunidade. A desocultação feita por Venkatesh é um exercício de domínio da paisagem geográfica e social que faz inveja a qualquer investigador.

Sem comentários:

Publicar um comentário